Registrando a continuidade do projeto: ‘Produção de Águas’

‘Produção de Águas’ – Na sexta-feira, dia 11, a secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Barra Mansa, em parceria com a Oscip Piratingaúna, realizou a quarta edição do projeto ‘Produção de Águas’, no bairro São Sebastião. O projeto visa a recomposição de margens de rios e a recuperação de nascentes do município. Desta vez, a recomposição florestal foi realizada nas margens do Córrego Secade. Foram plantadas 500 mudas de várias espécies da Mata Atlântica e frutíferas. E hoje dia 12 fizemos a complementação com a presença do prefeito Jonas Marins, do Secretário de Meio Ambiente Marinho Branco, da Gerente de Reflorestamento, Valeria de Almeida, do vereador Luiz Furlani e diversas autoridades junto com a população. Um sucesso.

Projeto Produção de Águas mais um plantio

O serviço de tratos culturais em julho deste ano de 2014 marca a quarta intervenção em área ribeirinha, sendo desta feita no entorno Córrego Secades na localidade Bairro São Sebastião, trabalho de coroamento, feitura de coveamento e plantio de 500 mudas distribuídas quantitativamente por 28 espécies de nativas de mata ciliar e frutíferas da Mata Atlântica.

Vale ressaltar que estiveram presentes os membros da comunidade que participaram ativamento do processo de plantio e se propuseram a cuidar das plantas. Bem como a representação de diversas secretarias, a localidade recebeu equipamentos instalados pela SUSESP e será inaugurada neste sábado, dia 12, às 10h, a ponte sobre o Córrego a obra era uma reivindicação antiga dos moradores e faz parte do pacote anunciado pelo prefeito Jonas Marins.

O Greenmeeting e a democratização das informações ambientais para o Brasil e o mundo

Luciana Alves Ribeiro de Carvalho

Coordenadora do Jornal Ecopedagógico em parceria com a ONG CÍRCULO DE GIZ/UNB. Escritora de livros infantis/Escreveu o livro Ana Folha e a Turma do Lixão: “Vamos preservar nossas florestas” (Homenagem ao Ano Internacional das Florestas/2011)

Tel: (61) 3354-5223 - E-mail: anafolha1@gmail.com

O GREENMEETING E A DEMOCRATIZAÇÃO DAS INFORMAÇÕES AMBIENTAIS PARA O BRASIL E O MUNDO

PUBLICADO 09 JUNHO 2014. EM LUCIANA RIBEIRO

Por Luciana Ribeiro - Jornal Meio Ambiente

O XIII Encontro Verde das Américas, ocorrido nos dias 27 e 28 de maio, o “Greenmeeting”, reuniu lideranças ambientais de nível nacional e internacional, dentre eles,Vilmar Berna,Gustavo Souto Maior, Beatriz Paredes Rangel, Volney Zanardi Júnior e diversos convidados compromissados em debater a importância das políticas ambientais a serem implementadas nas cidades brasileiras; neste sentido, apresentaram projetos exitosos que exaltaram os direitos humanos e os direitos da Terra, como, por exemplo, melhorar a mobilidade urbana na capital Federal de Brasília e os impactos das Emissões de gases de efeito estufa e mitigação no setor de florestas.

Coordenou-se o evento verde do modo político, o qual propiciou a socialização de experiências educadoras e as soluções estratégicas e exeqüíveis para enfrentar a crise ambiental que polui a água, o solo e a degradação geral das cidades; felizmente, oportunizou-se o intercâmbio com a troca de informações relevantes para as universidades,as prefeituras,os pesquisadores, os diplomatas de vários continentes, etc. poderem agir com mais eficiência científica e tecnológica, para, dessa maneira, implementarem serviços que atendam as bases da sustentabilidade social e ambiental no mundo.

Para apregoar os princípios da justiça ambiental, mencionadas durante o evento verde, selecionamos o espaço jornalístico e pedagógico para que Vilmar Berna abordasse o impacto das informações debatidas, seja para as escolas, para as famílias brasileiras e para os gestores públicos (deputados, senadores, prefeitos) que trabalham em parceria na resolução dos problemas ambientais enfrentados no Brasil e no mundo. Enfim, acreditamos que sua vivência com o jornalismo ambiental nos ajuda a fazer uma releitura dialógica e cidadã sobre o Encontro das Américas e, felizmente, sabermos um pouquinho das suas perspectivas que constroem um mundo melhor, mais verde e mais humanizado.

“A sociedade precisa aumentar a velocidade da tomada de consciência e mobilização rumo à mudança por um estilo de vida sustentável e solidário para evitar que se transformem em realidade as previsões de cientistas que anunciam o colapso ambiental do Planeta. Além de democratizar informações ambientais para promover escolhas melhores no rumo da sustentabilidade, é preciso também valorizar a construção de novos valores capaz de romper a inércia e estimular um consumo responsável e o exercício da cidadania. Neste contexto fundamos a Rede Brasileira de Informação Ambiental (REBIA) – www.rebia.org.br – com o objetivo de ampliar a democratização da informação ambiental no Brasil, como estratégia de facilitar a tomada de decisões da sociedade diante de diferentes modelos de desenvolvimento, propondo um modelo mais sustentável e justo em oposição ao atual modelo predatório e injusto. Como resultado, desde janeiro de 1996, a REBIA tem atuado ativamente na organização junto com a ONG PALIBER dos Encontros Verdes das Américas, importante fórum nacional e internacional de análise e debates sobre a conjuntura socioambiental no Brasil e no mundo. Hoje, em seu 13º encontro, já reunimos mais de 10.000 pessoal, de altíssimo nível de interesse nas temáticas socioambientais, cada um deles com enorme poder de multiplicação de informação e de valores socioambientais para a sustentabilidade. Com outros parceiros, ainda, como as OSCIPs Associação Ecológica Piratingaúna e a PRIMA – Mata Atlântica e Sustentabilidade, a REBIA tem produzido e distribuído gratuitamente de mais de 2 milhões de exemplares da REVISTA DO MEIO AMBIENTE, nas versões impressa e virtual (que pode ser acessada livremente no site www.revistadomeioambiente.org.br ) e o PORTAL DO MEIO AMBIENTE ( www.portaldomeioambiente.org.br ) também de acesso livre, atualizado diariamente, e que tem mantido o número de cerca de 2 milhões de acessos ao ano. Os FÓRUNS de debates socioambientais da REBIA ( http://www.portaldomeioambiente.org.br/forum ) já contam com a participação efetiva de cerca de 4.000 membros espalhados por todos os estados brasileiros. Na parceria da REBIA com a UFF – Universidade Federal Fluminense (http://www.cursosonline.uff.br), a REBIA tem contribuído para a formação de centenas de profissionais em gestão ambiental e educação ambiental através de seus cursos à distância. Ressalto a importância de nossas parcerias e do esforço de nossos voluntários, pois sem eles a REBIA não teria conseguido fazer muito, talvez não conseguisse fazer nada.

Quando se sonha só, é só um sonho, mas quando se sonha junto, este sonho pode virar realidade.” – Vilmar Berna Coordenação do evento/REBIA - Rede Brasileira de Informação Ambiental e outros

Considerações pedagógicas sobre o Encontro “ Greenmeeting”:

Como pedagoga e educadora ambiental, desejo que o Encontro Verde continue a disseminar as experiências exitosas entre os países (utilizando a internet, televisão, rádio), e viabilizem, de fato, a comunicação e o conhecimento das ações e dos projetos sustentáveis que ressaltam o tratamento correto dos resíduos sólidos, a estrutura de saneamento ambiental nas cidades brasileiras e tantos outros a serem desenvolvidos em parceria com as Instituições governamentais e não governamentais existentes no Brasil.Portanto, deve haver diálogo com os cidadãos que desconhecem seu valor social; e além de tudo, possam mobilizar o exercício dos seus direitos humanos (terem acesso à moradia digna,à água bem tratada,e a visitas em áreas verdes com o acompanhamento de profissionais da área ambiental, etc.), pois essa união, de fato, entrelaça e otimiza os compromissos sociais que trazem bem-estar para todos como, por exemplo, construirmos democraticamente escolas que priorizem os princípios da cidadania ambiental. No entanto é necessário atenção para a participação do órgão Gestor de Educação Ambiental no Brasil, composto pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA) e pelo Ministério da Educação (MEC) durante esse processo de mudança política no Brasil.

Com essa visão pedagógica e contextualizada que perpassa pelo Encontro, é imprescindível discutirmos a Legislação Ambiental de modo educativo e pertinente, ou seja, o amparo científico e político inerente às universidades e aos gestores públicos devem mobilizar a participação daqueles que têm ou não tiveram acesso ao ensino formal, pois, infelizmente, ainda existem milhões de cidadãos que sequer receberam uma visita de um funcionário ligado a um órgão ambiental para ouvir críticas e opiniões que constroem ações educadoras para melhorar nosso Brasil.

Fonte: Jornal Meio Ambiente.

Não basta falar, é preciso fazer, ‘Produção de Águas’

Barra Mansa realiza terceira edição do projeto ‘Produção de Águas’

Quinhentas mudas são plantadas por mês às margens de nascentes e rios

Nesta sexta-feira, dia 06, último dia da Semana do Meio Ambiente em Barra Mansa, o distrito de Santa Rita de Cássia foi escolhido para receber a terceira edição do projeto ‘Produção de Águas’. A iniciativa é uma parceria entre a secretaria municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável e a Oscip Piratingaúna. O projeto visa a recomposição de margens de rios e a recuperação de nascentes do município.

O secretário municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Marinho Branco, explicou que estão sendo plantadas 500 mudas por mês de várias espécies da mata ciliar. “Através do plantio dessas mudas é possível aumentar a produção de água, fazendo que o município não enfrente problemas no período da estiagem”, disse Marinho, lembrando que as duas primeiras edições do projeto aconteceram às margens do rio Paraíba do Sul, no bairro Vila Delgado, e do Rio Barra Mansa, no bairro Santa Clara.

O 'Produção de Águas' está sendo desenvolvido com recursos do Funcam (Fundo de Conservação Ambiental). O distrito de Santa Rita de Cássia foi escolhido para receber a terceira edição do projeto por ter sofrido sérios problemas, em 2013, por conta da seca das nascentes. “Ficamos um período sem chuvas e o distrito teve prejuízo em 70% das lavouras de folhosas por conta da falta d’água. Esse projeto trará solução, mesmo que a longo prazo, para evitar esse tipo problema”, garantiu Eduardo.

(Coordenadoria de Comunicação Social)

Sucesso Absoluto: Termina em Brasília o XIII Encontro Verde das Américas - Greenmeeting 2014

Termina em Brasília o XIII Encontro Verde das Américas

TERMINOU EM BRASILIA O XIII ENCONTRO VERDE DAS AMÉRICAS, O GREENMEETING 2014, COM A PARTICIPAÇÃO DE UM SELETO PUBLICO QUE LOTOU O GRANDE AUDITÓRIO, DO MUSEU NACIONAL DA REPÚBLICA COM DOIS DIAS DE INTENSOS DEBATES COM PALESTRANTES DE ALTO NÍVEL ENTRE DOUTORES, DIPLOMATAS, TÉCNICOS E AUTORIDADES. O GREENMEETING REALIZADO NOS DIAS 27 E 28 DE MAIO QUE TEM COM O LEMA “EM BUSCA SOLUÇÕES” PARA OS PROBLEMAS AMBIENTAIS LOCAIS E GLOBAIS, COM DISCUSSÕES INOVADORAS E OBJETIVAS, ABRIU OS DEBATES COM O MINISTÉRIO DE MEIO AMBIENTE FALANDO DA VALORIZAÇÃO DOS SERVIÇOS AMBIENTAIS E A INSERÇÃO DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL NA FORMULAÇÃO E NA IMPLEMENTAÇÃO COMPARTILHADA DE POLÍTICAS PÚBLICAS. TAMBÉM NA PRIMEIRA MANHA REPRESENTANTES DO MÉXICO E DA DINAMARCA FALARAM SOBRE SUSTENTABILIDADE ENERGÉTICA E ÁGUA EM SEUS RESPECTIVOS PAÍSES. NA MESA DA TARDE O PREFEITO DE BARRA MANSA, RIO DE JANEIRO APRESENTOU O PROJETO PÓLO DE REFLORESTAMENTO COM ESPÉCIES DE MATA ATLÂNTICA. O SECRETÁRIO DE ESTADO DE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL DE MINAS GERAIS, DANILO VIEIRA, FALOU SOBRE A POLÍTICA ESTADUAL DE PROTEÇÃO E CONSERVAÇÃO DO MEIO AMBIENTE E DE GERENCIAMENTO DOS RECURSOS HÍDRICOS EM MINAS GERAIS. A SUBSECRETÁRIA DE POLÍTICAS AMBIENTAIS DO DISTRITO FEDERAL, A DOUTORA SILVIA ROSSI, FEZ UMA AMPLA EXPLANAÇÃO SOBRE AS AÇÕES AMBIENTAIS NO DISTRITO FEDERAL NO CONTEXTO DA SUSTENTABILIDADE GLOBAL. O DO DOUTOR LUIS BENITO FALOU SOBRE A SUSTENTABILIDADE ENERGÉTICA E ÁGUA NA ESPANHA E O PROCURADOR REGIONAL DA REPÚBLICA E PRESIDENTE DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS PROCURADORES DA REPÚBLICA – ANPR, ALEXANDRE CAMANHO FEZ UMA RICA EXPLANAÇÃO DO CENÁRIO DA GESTÃO DA ÁGUA NO BRASIL. NO SEGUNDO DIA FOI ABERTO PELA PATRÍCIA FANTINATTI DA SECRETARIA DE MEIO AMBIENTE DE CAMPOS DOS GOYTACAZES, RIO DE JANEIRO, APRESENTANDO O PROJETO “GESTÃO, COMUNICAÇÃO E MONITORAMENTO AMBIENTAL”. O DIPLOMATA ISRAELENSE ALON LAVI, FALOU SOBRE A GESTÃO DA ÁGUA EM ISRAEL E O IMPORTANTE USO DA TECNOLOGIA PARA OBTENÇÃO DA ENERGIA NO PAIS, PRIORIZANDO A ENERGIA SOLAR. COM PARTICIPAÇÃO AINDA DA TURQUIA E DO CHILE. FINALIZANDO A ULTIMA MESA O PROF. DOUTOR PAULO CELSO DOS REIS, SUBSECRETÁRIO DE POLÍTICAS DE RESÍDUOS SÓLIDOS DO DISTRITO FEDERAL FALOU SOBRE A COLETA SELETIVA: ESTIMULO A MUDANÇA DE HÁBITOS DA SOCIEDADE E VALORES NO QUE DIZ RESPEITO A PROTEÇÃO AMBIENTAL, CONSERVAÇÃO DA VIDA E SUSTENTABILIDADE NO DISTRITO FEDERAL. A DOUTORA MERCEDES BUSTAMANTE FALOU SOBRE EMISSÕES DE GASES DE EFEITO ESTUFA E MITIGAÇÃO NO SETOR DE FLORESTAS, USO DA TERRA E AGRICULTURA. JÁ A MINISTRA SRA. SISSEL HODNE STEEN, FALOU SOBRE A ÁGUA E SUSTENTABILIDADE ENERGÉTICA NA NORUEGA E FECHANDO A PROGRAMAÇÃO DO ENCONTRO O GERENTE NACIONAL DE SUSTENTABILIDADE E RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL DA CAIXA ECONÔMICA FEDERAL, JEAN BENEVIDES, RESSALTOU AS DIRETRIZES DETERMINANTES DA POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE E RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL DA CAIXA ECONÔMICA FEDERAL, COMPACTUADA COM OS DESAFIOS LOCAIS E GLOBAIS.

Rumo ao Greenmeeting, com Jonas Marins no Premio Verde das Américas

No dia 27 de maio estaremos em Brasília, participando do Greenmeeting, o Premio Verde das Américas, o maior premio ambiental do mundo, http://www.greenmeeting.org/novoportal/ na oportunidade o prefeito Jonas Marins vai falar sobre o projeto denominado "Produção de Águas". O serviço de tratos culturais no ano de 2014 marca a intervenção em área ribeirinha do Rio Barra Mansa com plantio de mudas distribuídas quantitativamente por 28 espécies nativas de mata ciliar, bem como ás margens do Rio Paraíba do sul.

Vale ressaltar que a ação contou com a participação da comunidade e alunos da rede municipal de ensino.

As atividades do projeto denominado Produção de Águas, continuam nos próximos dias, segundo o cronograma de atividades uma próxima intervenção ocorrerá nas nascentes que se encontram no distrito de Santa Rita de Cássia em vista de buscar a eficiência na recuperação florestal naquela importante região de produção de folhosas. Serão recuperadas 102 nascentes devidamente geo referenciadas.

  • Rua Maria Luiza Gonzaga, nº 217, Ano Bom - Barra Mansa / RJ - CEP: 27.323-300
  • +55 24 97403-2849 e +55 24 3323-0224